O Diamante e suas Facetas

A igreja foi mencionada pela primeira vez em  Mateus 16:18. As circunstâncias em que a igreja foi apresentada são  impressionantes. Jesus já havia andado por vários lugares; já havia contatado leprosos, prostitutas, pessoas religiosas, endemoniados e havia curado muitos enfermos. A fama daquele Nazareno havia percorrido lugares distantes e muitas pessoas O procuravam. Dentre esses, a grande maioria não sabia bem quem Ele era. Havia muita especulação e muita confusão. Nesse ambiente, os fariseus pediram um sinal do céu a Jesus para que cressem. Na realidade, muitos sinais haviam sido dados. Desde que Jesus foi identificado como profeta, uma comissão de religiosos foi destacada para segui-Lo, testá-Lo e prová-Lo, conforme já previsto na Lei: Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá (Dt 18:20) Já havia muitos sinais irrefutáveis, mas não eram suficientes. Os sinais nunca são suficientes… Jesus então lhes disse que deveriam observar com mais atenção, assim como observam o tempo e descobrem quando vai chover. Entretanto,  havia um problema com os fariseus: o fermento. A pura farinha da Palavra, incluindo o livro de Deuteronômio já mencionado, havia sido contaminada com fermento. O fermento tem a função de tornar um alimento mais palatável e mais vistoso, a fim de que se torne desejável. Em Lucas 12:1, esse fermento é identificado como sendo a hipocrisia. O Apóstolo Paulo também classificou esse fermento como a MALDADE E MALÍCIA (1 Co 5:8). Uma pessoa que não vive o que fala ou não fala o que vive é um hipócrita; aquele que exige dos outros o que não exige de si mesmo é um hipócrita maior ainda; aquele que procurar tirar o cisco do olho do irmão e não nota ou não tem coragem de tirar a trave que está no seu olho é um hipócrita! Essa hipocrisia individual, quando misturada em um ambiente de igreja produz resultados catastróficos, pois, com o tempo, a massa levedada estará cheia de maldade e malícia. A hipocrisia individual sempre produz a maldade e a malícia coletiva! Após isso, chegando em Cesaréia de Felipe, o Senhor então perguntou aos discípulos quem eles acharam que o Senhor era… Três anos e meio haviam se passado…um silêncio tomou conta do lugar… a forma de um rabino ensinar não é dando respostas, mas fazendo perguntas. Os discípulos sabiam disso… Você já perguntou aos seus amigos ou até ao seu cônjuge quem eles acham que você é? Será que os que eles pensam de você é o que você pensa de você? O silêncio continuava… um discípulo aguardava o outro… até que o mais ousado, Pedro, foi tocado por uma sabedoria que não vinha dos homens, uma sabedoria do alto; uma sabedoria que não era originada de uma pesquisa, de uma observação, de um estudo detalhado; uma sabedoria que não veio de uma reunião, conferência, congresso ou até mesmo de um concílio; uma sabedoria que não possuía precedentes na história humana: a Sabedoria de Deus! Pedro então disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo! (Mt 16:16) Diante dessa resposta, o Senhor mostrou a Pedro e os demais que há um tipo de felicidade (ou bem-aventurança) diferente da felicidade humana; da mesma forma, havia um tipo de revelação diferente da revelação humana, isto é, “revelação de carne e sangue”. A revelação que Pedro recebeu não veio de homem algum, mas diretamente do Pai, que está nos céus. Essa revelação, muito distante da revelação humana, tornou Pedro uma pessoa bem-aventurada, uma pessoa muitíssima feliz dentre os homens. Por que será? Nesse momento, o Senhor revelou a Pedro a igreja, dizendo que sobre essa rocha da revelação (do Pai, do Céu), a igreja seria edificada. A igreja não é edificada com muitos ensinamentos, nem com muitos programas e atividades, nem com muito serviço social, nem com muitos irmãos… a igreja é edificada com a revelação do Pai. E essa revelação do Pai vem através do convívio com o Filho. Cristo é o logos que revela o Pai. Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou (Jo 1:18) E quem revela Cristo? O corpo de Cristo é quem revela Cristo. Quando alguém toca na igreja, toca em Cristo. Quando alguém é visitado pela igreja, também é visitado por Cristo. Quando alguém conversa com a igreja, conversa com Cristo. Quando alguém luta contra a igreja, luta contra Cristo. Quando alguém ama igreja, ama Cristo. E essa igreja tanto mais expressará Cristo quando mais cada membro estiver cheio de Cristo. Quando todos estão cheios de Cristo, a igreja se torna a Plenitude de Cristo, o odre que transborda Cristo e supre a sede de todos ao derredor. Esse Cristo também é a Pedra angular onde a igreja é edificada (Mc 12:10). Quando cada um e todos juntos abandonamos a ansiedade e nossas tolas tentativas de subornar Deus com boas obras ou desistem de uma carreira de ator e de uma performance de bom Cristão, quando pedimos perdão, quando abandonamos a hipocrisia, quando nos lavamos da maldade e da malícia; quando deixamo-nos espatifar sobre essa Rocha, somos edificados com a mesma natureza que ela, a natureza de pedra. Da natureza de barro disforme, que se amolda às situações ao derredor, passamos a ter uma natureza de pedra, mas não qualquer pedra: uma pedra cheia de vida! (1 Pe 2:5). Isso é verdadeiramente uma bem-aventurança! A igreja, pela primeira vez, foi revelada em uma circunstância de dúvida e de hipocrisia. Mas antes de receber a revelação da igreja, houve uma revelação primária: a revelação de Cristo. Vocês, quem dizeis que Eu sou? E para nós, quem é Cristo? Calma. Não responda rápido. Não responda o que sua mente foi educada para responder… pois sua resposta comprometerá sua vida, uma vez que Cristo e a igreja são o mesmo organismo. O Senhor é o libertador? Se for, então devo eu como igreja ser livre. O Senhor é amor, então eu como igreja expresso esse amor. O Senhor é o príncipe da paz? Então eu como igreja sou uma pessoa cheia de paz e que transmite paz aos outros. O Senhor é misericordioso? Então eu como igreja sou misericordioso também. O Senhor é luz? Então serei uma pessoa que leva luz a um mundo em trevas. Seja qual for a revelação de quem é o Senhor, será a mesma revelação de quem você é. Por isso, cuidado com a resposta que você vai dar. Antes de nos apressarmos em dar uma resposta teologicamente correta a essa pergunta, precisamos antes falar com o Pai que está nos céus: – Pai, quem é Cristo? Pai, quem sou eu? Talvez o Pai lhe diga que você é um filho amado; talvez o Pai lhe perdoe; talvez o Pai o esteja esperando do lado de fora da casa com uma roupa limpa; talvez o Pai esteja com saudades de conversar com você; talvez o Pai esteja querendo limpar feridas e dar-lhe um bom banho; talvez o Pai queira tomar você no colo e conversar sobre antigamente, quando você era criança ou adolescente, ou sobre aquele dia, lembra? Talvez o Pai queira que você descanse um pouco e não se preocupe tanto com coisas que você não tem qualquer domínio; talvez o Pai queira que você esqueça o passado e olhe para frente, mas talvez Ele queira que você peça perdão a alguém que você feriu… Os demais discípulos não sabiam que resposta Pedro iria dar. Somente Pedro e o Pai sabiam. Não existe revelação entre três, dez, quinhentos ou mil pessoas… revelação é um assunto entre duas pessoas: o Pai e o filho. Quanto mais o Pai conversar com você, mais revelação de Cristo você terá. O Pai sempre revelará Cristo a você e essa revelação irá suprir você de Cristo. Dessa conversa, você sairá com amor, vida, paz e consolo, porque o Pai lhe dará Cristo que é tudo isso e muito mais. Após experimentar esse regar de Cristo, você então será apresentado a um novo organismo, uma espécie de vida alienígena, isto é, totalmente diferente de qualquer vida que exista na face da terra: a igreja! Muitos filhos de Deus parece que têm recebido a revelação de Cristo, mas muito pouco têm visto a igreja, e muito pouco a igreja tem sido vista; muitos dizem que amam a Cristo, mas esses mesmos desprezam a igreja, o Seu Corpo. Como pode ser? É possível que essa revelação de Cristo seja apenas uma revelação de carne e sangue… Para ajudar a responder a essas perguntas, a Bíblia retratou muitos tipos ou metáforas da igreja, como Deus a projetou, a fim de edificá-la com Cristo Um Diamante de Várias Facetas A igreja é a multiforme sabedoria de Deus (Ef 3:10). A palavra multiforme também pode ser traduzida por multifacetada, como as várias facetas de um diamante. Quando a luz branca incide sobre essa pedra preciosa, ela é dispersa em várias direções, com várias cores, de acordo com as várias facetas. A igreja é esse diamante e você uma das facetas; quando a luz do Pai incide em nós, Cristo é refletido em várias direções: na nossa família, no nosso trabalho, na nossa vizinhança, no ônibus, na rua ou no nosso quarto escuro. Várias dessas facetas também estão expostas na Bíblia. Vejamos algumas e os versículos bíblicos correspondentes. Leia-os com calma, de preferência na presença do Pai e, de repente, você poderá receber uma revelação e igreja então será edificada um pouco mais. (Continua)

Você gostaria de completar o texto desta página? Envie seus comentários, através do formulário abaixo e, se ele for selecionado, será publicado aqui! Você também pode mandar um e-mail para: igreja@igrejanoslares.com.br

Leave a comment

Encontros

 Encontros, conferências e Reuniões*

Mande informações e convites dos encontros na sua cidade que publicaremos no site. Nosso e-mail é igreja@igrejanoslares.com.br

Links

 Novos sites e Blogs

 
Pão e Vinho: “é um trabalho cristão, independente e  investigativo, cujo objetivo é vasculhar nossas raízes e entender melhor o desenho original da Igreja arquitetada por nosso Senhor Jesus Cristo. Aprender nosso passado nos ajuda a entender nosso estado presente e, assim, discernir nosso futuro como Igreja”. O editor mora em Wasginton/DC.
Blog Igreja Orgânica: blog sobre temas diversos a respeito da vida da igreja. O editor é de Fortaleza/CE
Igreja em Santo Antônio do Monte/MG: blog sobre questões atuais do viver cristãos. É mantido por irmãos de Minas Gerais, da cidade de Santa Antônio do Monte.
Irmãos em Cristo em Itajaí/SC: somos um grupo de pessoas que amando a Deus e uns aos outros decidiu se reunir semanalmente na cidade de Itajaí-SC. Nossos encontros acontecem nas casas ou em outros ambientes informais. Primamos pela alegria e informalidade, aspectos próprios do viver comunitário e daquela expressão viva da igreja do primeiro século. Contato: igrejaorganica@gmail.com Telefone: (47) 9609-0366
Um Novo Odre: Realizamos reuniões nos lares como auxílio à prática da vida cristã, o mesmo costume observado nos cristãos primitivos antes dos templos instituídos pelo Imperador Constantino. Absorvidos pelo cristianismo, os templos de Constantino perpetuaram a ideia de templo como lugar obrigatório para a realização de reuniões cristãs. Porém, nossa proposta busca restaurar a dignidade da família – “célula-mãe” da sociedade – priorizando o trabalho de formação espiritual de “homens novos para um mundo novo” encontrado em Deus. E-mail de contato: simple.church.brazil@gmail.com

Rádio Adoradores Livres: rádio livre para irmãos livres

Livros

  Vivenciando uma Igreja Orgânica

  Foi recentemente lançado o livro VIVENCIADO UMA IGREJA ORGÂNICA, de Frank Viola, pela Editora Palavra. O livro não está listado em sites, sendo que a única forma de aquisição à distância é através do telefone da Editora (61 3213-6999, 61 3213-6858, e-mail: varejo@mwdistribuidora.com, site: https://palavravirtual.com/detalhes.php?id=178). Nesse livro, considerando que a igreja é um organismo vivo e não uma organização, Viola, com base em exemplos vividos na caminhada cristã, analisa desde a plantação da igreja, em relação à pessoa do obreiro, passando por uma seção de Perguntas & Respostas, passos práticos para começar a viver a vida da igreja, chegando até às questões do desenvolvimento de uma igreja, os estágios de crescimento, as “doenças” que podem ocorrer, até à conclusão A JORNADA À FRENTE.  Um excelente livro para quem quer viver ou já está vivendo a vida da igreja. Leia trechos de livros em: http://igrejanoslares.com.br/category/noticias/category/livros/ Veja lista de indicação de livros em: http://igrejanoslares.com.br/category/noticias/auxilio/livros/ Indique um livro para ser publicado neste espaço. Mande um e-mail para: igreja@igrejanoslares.com.br

Perguntas & Respostas

 Apesar de as igrejas nos lares serem livres institucionalmente falando, gostaria de saber se existe alguma associação, convenção, enfim, algo que reúna as idéias das igrejas nos lares visando troca de experiências? Agradeço, MÁRCIO (Clique aqui)