A Entrevista

Written by admin on. Posted in Notícias

“Para cada evangélico ativo no Brasil, há, também, um desviado(…) Baseado nisso, que conselho você daria às pessoas que estão morrendo na fé? – Bem, eu não digo que você deve sair da igreja e fingir que você não tem nada a ver com o problema. Pela minha experiência, quando uma pessoa faz isso, ela provavelmente não retorna à fé. A brasa quando removida do fogo se torna fria. A igreja pode ter os seus problemas, mas afastar-se dela não costuma suprir as necessidades que te atraíram, primeiramente. Eu encorajo as pessoas a encontrarem uma igreja que as recompense pela honestidade, ao invés de te punir pela sua honestidade. Há muitas igrejas onde as pessoas querem ir e mostrar que está tudo bem, que está tudo legal. Eu não vou numa igreja dessas. Se estivesse tudo bem na minha igreja eu não iria à igreja. Há coisas mais interessantes para se fazer no mundo, domingo pela manhã. Eu tentaria encontrar uma igreja onde as pessoas fossem abertas acerca de seus próprios sentimentos e de sua própria humanidade. Nós andamos juntos, porque não podemos andar sozinhos. Nós precisamos de Deus, nós precisamos um do outro. Nem todo mundo vai encontrar o que precisa nesta igreja ou naquela igreja. Às vezes, você não vai encontrar o que precisa no prédio onde as pessoas se reúnem domingo pela manhã. Talvez seja em um pequeno grupo que se reúna em casa, talvez em um grupo de estudos da Bíblia; talvez em um grupo de recuperação para pessoas que estão lutando contra o álcool ou coisas como esta. Mas eu encorajo as pessoas a ficarem na igreja, porque talvez a igreja precise de você, mesmo que você pense que não precisa da igreja. Porque é de pessoas que são abertas sobre suas dificuldades que eu gostaria que as igrejas fossem preenchidas. Eles precisam daquelas pessoas que dizem: – mas, espera um minuto, e os problemas que a gente tem? Precisamos dessas pessoas que trazem esse tipo de vulnerabilidade e honestidade para a igreja” Fonte: Entrevista com Philip Yancey, disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=SwRkzma9VDQ&feature=related> É fundamental, ao ler o Novo Testamento, diferenciar a igreja Corpo de Cristo da igreja Grupo Com Que Me Reúno. A igreja enquanto um grupo definido de pessoas com as quais me relaciono possui problemas (uma vez que pessoas normalmente tem problemas) que devem ser encarados e tratados. A maioria das Epístolas trata desses problemas. Entretanto, se não houver essa liberdade no grupo, então de fato é melhor procurar outro grupo – com toda liberdade de consciência – sabendo que ainda fazemos parte da Igreja Corpo de Cristo de que fala o Novo Testamento por direito de nascimento. Se determinado grupo não aceita questionamentos, se existe uma imposição doutrinária ou totalitária, se há falta de amor e misericórdia, se a “obra de Deus” está acima das necessidades das pessoas, se o que a Bíblia diz não é tão importante, possivelmente esse grupo deixou de ser igreja Corpo de Cristo e tornou-se apenas uma associação religiosa tóxica que é contra a fé – muito semelhante aos fariseus com os quais Jesus argumentava. Uma igreja (grupo de pessoas) com problemas é absolutamente normal, enquanto somos seres incompletos – mas uma “igreja” tóxica que exclui pessoas (e irmãos), que diminui sua fé e seu apreço pela comunhão com Deus e com Seus filhos, deixou há muito tempo de ser igreja e passou a ser um conglomerado político-tóxico – onde você poderá ficar fraco, doente e até morrer espiritualmente. Talvez esse seja o motivo para o grande número daqueles que estão abandonando a igreja-instituição-religiosa, antigamente taxados como “desviados”. Talvez a grande questão a ser resolvida seja qual o nível de “toxidade” espiritual que um cristão deva suportar por amor aos irmãos. É bom ter em mente, contudo, que não existe um só versículo na Bíblia inteira que obrigue um filho de Deus a compactuar com atitudes não bíblicas e com mentiras. Há contudo numerosos versículos que narram a saga dos profetas que se levantaram contra a religião morta e a hipocrisia – todos devidamente perseguidos e martirizados (Lc 13:34). O Corpo de Cristo é muito mais amplo que quatro paredes, que um conjunto de doutrinas bem engendradas, que um mover atual e muito menos que a fidelidade a um ministro ou ministério. Por outro lado, se Deus de fato revelou a alguém que deva permanecer em um grupo, mesmo que este tenha-se tornado tóxico, por amor a determinadas pessoas, e isso não irá violentar a fé do candidato à mártir, então que fique, mas que fique como profeta de Deus, como um vaso de honra purificado desses erros, santificado e útil ao Seu Possuidor (2 Tm 2:21). O importante é que cada um, tanto o que fica como o que sai, tenha muito bem definido em seu coração a razão da sua fé e a razão das suas obras porque elas serão julgadas no último dia. ”Porque importa que todos nós compareçamos perante o Tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.” (2 Co. 5:10)

Trackback from your site.

Leave a comment

Encontros

 Encontros, conferências e Reuniões*

Mande informações e convites dos encontros na sua cidade que publicaremos no site. Nosso e-mail é igreja@igrejanoslares.com.br

Links

 Novos sites e Blogs

 
Pão e Vinho: “é um trabalho cristão, independente e  investigativo, cujo objetivo é vasculhar nossas raízes e entender melhor o desenho original da Igreja arquitetada por nosso Senhor Jesus Cristo. Aprender nosso passado nos ajuda a entender nosso estado presente e, assim, discernir nosso futuro como Igreja”. O editor mora em Wasginton/DC.
Blog Igreja Orgânica: blog sobre temas diversos a respeito da vida da igreja. O editor é de Fortaleza/CE
Igreja em Santo Antônio do Monte/MG: blog sobre questões atuais do viver cristãos. É mantido por irmãos de Minas Gerais, da cidade de Santa Antônio do Monte.
Irmãos em Cristo em Itajaí/SC: somos um grupo de pessoas que amando a Deus e uns aos outros decidiu se reunir semanalmente na cidade de Itajaí-SC. Nossos encontros acontecem nas casas ou em outros ambientes informais. Primamos pela alegria e informalidade, aspectos próprios do viver comunitário e daquela expressão viva da igreja do primeiro século. Contato: igrejaorganica@gmail.com Telefone: (47) 9609-0366
Um Novo Odre: Realizamos reuniões nos lares como auxílio à prática da vida cristã, o mesmo costume observado nos cristãos primitivos antes dos templos instituídos pelo Imperador Constantino. Absorvidos pelo cristianismo, os templos de Constantino perpetuaram a ideia de templo como lugar obrigatório para a realização de reuniões cristãs. Porém, nossa proposta busca restaurar a dignidade da família – “célula-mãe” da sociedade – priorizando o trabalho de formação espiritual de “homens novos para um mundo novo” encontrado em Deus. E-mail de contato: simple.church.brazil@gmail.com

Rádio Adoradores Livres: rádio livre para irmãos livres

Livros

  Vivenciando uma Igreja Orgânica

  Foi recentemente lançado o livro VIVENCIADO UMA IGREJA ORGÂNICA, de Frank Viola, pela Editora Palavra. O livro não está listado em sites, sendo que a única forma de aquisição à distância é através do telefone da Editora (61 3213-6999, 61 3213-6858, e-mail: varejo@mwdistribuidora.com, site: https://palavravirtual.com/detalhes.php?id=178). Nesse livro, considerando que a igreja é um organismo vivo e não uma organização, Viola, com base em exemplos vividos na caminhada cristã, analisa desde a plantação da igreja, em relação à pessoa do obreiro, passando por uma seção de Perguntas & Respostas, passos práticos para começar a viver a vida da igreja, chegando até às questões do desenvolvimento de uma igreja, os estágios de crescimento, as “doenças” que podem ocorrer, até à conclusão A JORNADA À FRENTE.  Um excelente livro para quem quer viver ou já está vivendo a vida da igreja. Leia trechos de livros em: http://igrejanoslares.com.br/category/noticias/category/livros/ Veja lista de indicação de livros em: http://igrejanoslares.com.br/category/noticias/auxilio/livros/ Indique um livro para ser publicado neste espaço. Mande um e-mail para: igreja@igrejanoslares.com.br

Perguntas & Respostas

 Apesar de as igrejas nos lares serem livres institucionalmente falando, gostaria de saber se existe alguma associação, convenção, enfim, algo que reúna as idéias das igrejas nos lares visando troca de experiências? Agradeço, MÁRCIO (Clique aqui)